setembro 23, 2006

"Associação solidariza-se - Ganaderos querem justiça perante actos de vandalismo"

in aUnião


"A Direcção da Associação de Ganadeiros dos Toiros de Corda reclama justiça perante os recentes episódios de vandalismo em explorações agrícolas na ilha Terceira.
Em comunicado recebido na redacção do jornal “a União”, a entidade representante refere que “os actos de vandalismo ocorridos na noite de terça para quarta feira passada nas ganadarias de Rego Botelho e Casa Agrícola José Albino Fernandes e que causaram elevadíssimos prejuízos nesta última, merecem o nosso mais veemente protesto e o mais absoluto repúdio”.

Depois de ter reunido expressamente para apreciar os actos de vandalismo ocorridos em duas ganadarias da Ilha Terceira, a direcção solidariza-se com as ganaderias afectadas e quer que “seja feita justiça” apelando às autoridades competentes para o apuramento dos factos e responsáveis.

Acto sem
precedente

“Pela calada da noite, para mais em noite de ameaça de passagem de um furacão, o que pressupunha toda a gente nas suas casas, alguém, escudado na mais abjecta cobardia, lançou fogo a uma casa de arrumos no interior da Ilha, pertença da ganadaria da Casa José Albino Fernandes, queimando tudo o que ali se encontrava, no valor de largas dezenas de milhares de euros”, descreve o comunicado.
Trata-se, referem, de “um acto a que não estávamos habituados”, merecendo por isso “a mais viva repulsa, acompanhada de um firme desejo de que seja feita justiça o mais rápida e eficazmente possível”.
“Apelamos às autoridades competentes para que, em nome da paz social da Ilha Terceira e em defesa de todos aqueles que honestamente procuram no trabalho uma forma digna de viver, envidem todos os esforços para que sejam encontrados os autores de tão cobarde acção e feita justiça ao acto praticado. Para que todos continuemos a acreditar nos valores que norteiam as nossas vidas”.

Alma brava
ferida

Mais dos que os prejuízos materiais, advogam, os recentes actos de destruição, a que o nosso jornal fez referência na edição de ontem, “atingem o cerne da alma daqueles que acreditam nos valores essenciais da vida em sociedade. Por isso clamamos por justiça!”
A Direcção da Associação de Ganadeiros dos Toiros de Corda aproveita a ocasião para endereçar aos associados detentores das ganadarias atingidas, nomeadamente aos da Casa Agrícola José Albino Fernandes, Sr. António Ferreira e D.ª Fátima Ferreira, “toda a nossa solidariedade neste momento difícil. Esta foi uma afronta a todo o povo da Ilha Terceira amante da Festa Brava e por isso, de forma alguma se podem sentir sós ou desanimados”.
“Vamos acreditar na Justiça e em quem tem por missão aplicá-la. Estamos certos que em breve tudo se esclarecerá. Esta acção não pode ficar impune. Nunca!”, concluem."

0 comentários: