Antiga entrevista com Francisco Parreira.

Francisco Parreira, aficionado, embalsamador, embolador e criador de cavalos.

Relembrar a Corrida comemorativa dos 35 anos do Grupo da Tertúlia.

No ano que comemoram 45 anos, relembro a Corrida comemorativa dos 35 anos do Grupo da Tertúlia.

abril 30, 2006

Agenda das Touradas à Corda para o mês de Maio

Dia 1 de Maio
Estrada Municipal – Fontinhas com toiros de Herds. Ezequiel Rodrigues
Fonte – São Sebastião com toiros de Humberto Filipe
Fonte – Ribeirinha com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

Dia 6 de Maio
Aldeia Nova – Vila das Lages com toiros de Irmãos Toste e João Cardoso Gaspar (Quinteiro)

Dia 7 de Maio
Ao Lugar – Altares com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

Dia 13 de Maio

Boavista - Santa Cruz - Praia da Vitória com toiros Irmãos Toste

Dia 20 de Maio
Rua Prof. Augusto Monjardino – Conceição com toiros de Humberto Filipe
Canada dos Diabretes com toiros de Humberto Filipe

Dia 22 de Maio
Canada de Belém com toiros de Herds. Ezequiel Rodrigues

Dia 27 de Maio
Ladeira Branca com toiros de Francisco de Sousa (Cadelinha)
Largo de São João – Vila das Lages com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes
Canada de Belém com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

Dia 28 de Maio
Largo de São João – Vila das Lages com toiros de Humberto Filipe
Canada Nova com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

Dia 29 de Maio
Pico da Urze com toiros de Humberto Filipe

Dia 30 de Maio
Espigão – Posto Santo com toiros de Elizeu Gomes

Todas as touradas tem início às 18 horas e 30 minutos

Amanhã há Toiros

Amanhã dia 1 de Maio inicia-se mais uma época taurina na Ilha mais Taurina do Mundo. São três os espectáculos, com inicio pelas dezoito horas e trinta minutos e que marcam a estreia da nova temporada. Há toiros na Fonte da Ribeirinha, com toiros de Casa Agrícola José Albino Fernandes, Fonte - São Sebastião com toiros de Humberto Filipe e nas Fontinhas com toiros de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues. Vá fogo p’ro ar!!!

Novilhos de Irmãos Toste

Fotos dos novilhos da Ganadaria de Irmãos Toste a serem lidados na presente época, fotos essas gentilmente cedidas pelo fotografo amador Evaristo Silva.



abril 29, 2006

Fim de Semana Taurino em Cheio

Os artistas contratados para actuarem nos Açores têm este fim de semana muito ocupado. Cá em Portugal Continental toureiam Joaquim Bastinhas , Luís Rouxinol e Mário Miguel, do outro lado da fronteira Luís Miguel Encabo e Ivan Garcia.

Cartazes do Fim de Semana

Corrida de Toiros
Data: 29/04/2006
Praça: Fregenal de la Sierra (Badajoz)
Toiros de: Juan Albarrán
Matadores: Pepín Liria, Luis Miguel Encabo e Francisco Marco

Corrida de Toiros à portuguesa
Data: 29/04/2006
Praça: Vila Nova de São Bento (Serpa)
Toiros de: Toiros Varela Crujo e Ascensão Vaz
Cavaleiros: Batista Duarte, Luís Rouxinol e Filipe Gonçalves
Forcados de: Moura e Safara

Corrida de Toiros à portuguesa integrada na Ovibeja
Data: 30/04/2006
Praça: Soito (Sabugal)
Toiros de: Toiros Varela Crujo
Cavaleiros João Moura, Joaquim Bastinhas e Tito Semedo
Forcados de: Cascais e Vila Franca de Xira

Corrida de Toiros Mista
Data: 30/04/2006
Praça: Beja
Toiros de: Herdade de Pégoras
Cavaleiros José Manuel Duarte e Ana Batista
Novilheiro: Mário Miguel
Forcados de: Montemor

Corrida de Toiros da Feira de La Comunidad
Data: 30/04/2006
Praça: Las Ventas (Madrid)
Toiros de: Peñajara
Matadores: David Luguillano, Curro Díaz e Iván Garcia

Corrida de Toiros integrada em La fiesta del Vencimiento del Dragón
Data: 30/04/2006
Praça: Alcañiz (Teruel)
Toiros de: Murteira Grave
Matadores: Luis Miguel Encabo, Miguel Abellán e Morenito de Aranda

Fontes: www.torobravo.com e www.mundotoro.com

"Rouxinol em pleno..."

Por João Dinis em www.toureio.no.sapo.pt

"Foi com ¾ de praça que no dia 25 de Abril, se efectuou a primeira corrida do Grupo Desportivo de Samora Correia, uma corrida fora de data, mas com um cartel aliciante.
Abriu praça Luís Rouxinol, e como vem sendo hábito fez uma lide muito regular, com bons ferros e chegando às bancadas, uma actuação à Rouxinol, com destaque para um ferro de palmo e um par de bandarilhas excelentemente executados. No seu segundo o cavaleiro de Pegões, mais uma vez, não deixou escapar a oportunidade para triunfar, e realizou uma lide não tão vistosa como a anterior, mas nem por isso deixou de triunfar, ficam na retina dois bons ferros curtos e uma brega excelentemente executada.

Ana Baptista passou por Samora, não mostrando tudo o que pode e sabe fazer, a cavaleira de Salvaterra de Magos executou a ferragem da ordem, mas não se sentiu aquele brilho e perante um oponente bem apresentado e bravo, era merecida uma lide de mais emoção. No quinto toiro da tarde, Ana Baptista teve uma lide de menos a mais, com dois bons ferros curtos e uma lide onde a cavaleira se chegou mais ao público presente nas bancadas.

O cavaleiro local, Pedro Salvador, mostrou-se um pouco nervoso e pouco rodado no seu 1º toiro, mas mesmo assim Pedro Salvador mostrou ter um coração enorme e cravou ferros com emoção entrando na cara do toiro.
No último toiro da tarde, já vimos uma lide mais desenvolta e que apesar de um toque ou outro, tivemos oportunidade de observar três ferros curtos de boa preparação e execução.

Pelos Forcados Amadores do Ribatejo foram caras: Rafael Vilhais (à 3ª), Francisco Malição (1ª ), que como nos disse Joaquim José Penetra, cabo dos forcados amadores do Ribatejo, “no pegão da tarde”, foi sem dúvida o momento mais alto da tarde, que motivou a chamada do 1º ajuda à arena, Afonso Gonçalves (à 4ª), João Oliveira (à 1ª), Joaquim Baptista (à 1ª) e João Machacaz (à 2ª).
Uma palavra para os toiros da ganadaria de Rio Frio, excelentemente apresentados, com idade peso e trapio, a dignificar o toiro bravo.

Foi uma corrida fora das datas tradicionais de Samora Correia, mas que teve uma boa entrada de público, pena foi a organização ter esquecido uma zona de sombra, pois com o tórrido calor que se fazia sentir bem que era necessário, um pormenor a corrigir."

"FENÓMENO TERCEIRENSE - Toiradas à corda da paixão"

In www.auniao.com por João Rocha

"“É muito nosso. Está no sangue do povo”. É esta a visão de João Costa sobre o fenómeno das toiradas à corda na ilha Terceira. Há 25 anos a fotografar toiradas, quase metade do seu percurso existencial, João Costa encontra dois tipos de aficcionados: “os que apreciam o bom trabalho dos capinhas e toiros e os que apenas acham que o toiro é bravo se pegar em alguém”.O fotógrafo (ele próprio um apaixonado pelas toiradas à corda) separa, desde logo, as águas. “Um toiro para ter valor não precisa de colher ou matar ninguém”- sentencia.

João Rocha jrocha@auniao.com
A discussão, virada paixão, é presença habitual no arraial. Segundo João Costa, os toiros motivam “mais discussões do que o futebol”.
Tudo depende das freguesias. Na Fonte Bastardo, por exemplo, “é forte a rivalidade entre as ganaderias Rego Botelho e José Albino Fernandes”.
Para se perceber a questão, é preciso fazer parte da mesma. Por isso, João Costa descarta a hipótese da toirada à corda ser transformada em espectáculo “para turista ver”.
“Ainda há pouco tempo, em Santa Luzia, vi um grupo de turistas nórdicos a fugir, manifestamente incomodado, depois do primeiro toiro ter esbarrado contra a parede” – argumenta.
Para ninguém sair assustado, recomenda que o turista tem de “ser preparado para o que vai ver”.Mas, mesmo só com o contributo da população local e dos saudosos emigrantes, o futuro das corridas está mais do que assegurado.
No ano passado bateu-se o recorde de toiradas à corda na ilha Terceira – 261 realizadas entre 1 de Maio e 15 de Outubro.
João Costa acredita que, no futuro, este número será ultrapassado. A ideia é a época taurina estender-se até 30 de Outubro. Acresce a possibilidade das toiradas não tradicionais poderem ser realizadas a qualquer dia da semana (uma em cada concelho), não se limitando a sua ocorrência aos fins-de-semana e feriados como dita o regulamento actual.
O “quinto” toiro
Ricardo Jorge acompanha as toiradas há mais de sete décadas. Com 75 anos de vida, o crítico tauromáquico lembra-se da sua estreia (tinha, então, quatro anos), pela mão do pai, na velha Praça de São João, num espaço agora ocupado pelo Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo.
Advoga a ideia de que as toiradas à corda agregam um número bem maior de aficcionados em relação às corridas na praça. A razão é elementar: “nos espectáculos na praça paga-se bilhete”.
Ricardo Jorge encontra, entre os adeptos das toiradas à corda, “conhecedores profundos da arte taurina”.
“O trabalho do capinha é muito interessante. Numa corrida, há sempre os que acompanham todos os passos do toiro com vista a aferir, de forma conhecedora, a sua bravura” – especifica.
Além destes, surgem os manifestamente interessados no “quinto toiro” – comes e bebes. Estes adeptos são mais importantes do que parecem à primeira vista, já que dão precioso contributo à economia paralela gerada pelas toiradas.
É a afluência às tascas ambulantes e os moradores das casas dos arraiais onde os toiros são corridos, que fazem questão de receber familiares, amigos e conhecidos com o melhor do que há para “trincar o dente e matar o bicho”.
A actividade comercial ganha, ainda, outra projecção através das senhoras e moças namoradeiras que fazem ponto de honra, em altura das festas da freguesia, na apresentação de vestidos e sapatos novos.Ao longo da história a massa popular vai criando as suas referências. Ricardo Jorge recorda-se do “Descornado”, o toiro “mais bravo que vi”.
Da ganaderia de José Parreira, o “Descornado” levava atrás de si uma legião imensa de admiradores. A fama era tanta que os aficcionados comentavam que nas toiradas onde corria eram necessárias duas ambulâncias. Uma para cada extremo...
Amor à camisola
As toiradas transportam, acima de tudo, ondas de paixão. Maria de Fátima Ferreira, herdeira da ganaderia Casa Agrícola José Albino Fernandes, destaca o papel de “amor à camisola” dos pastores.
“São os pastores, verdadeiros aficcionados das ganaderias, que acabam por ser os verdadeiros motores das toiradas à corda nas freguesias” – sublinha.
O custo de uma toirada afamada, onde normalmente participa um gueixo puro, pode chegar aos seis mil euros.
Fátima Ferreira refere que as expectativas do mercado só viabilizam a condição de auto-suficiência das ganaderias.
O cuidado à volta do gado bravo dura o ano inteiro. Na época de Inverno, preparam-se os toiros, sobretudo ao nível da alimentação, para se portarem como verdadeiros atletas.
As canseiras, contudo, são esquecidas pelos momentos inolvidáveis de cada época taurina. Já na segunda-feira, 1 de Maio, as toiradas à corda na ilha Terceira têm, a partir das 18 horas, um começo triplo – Fonte da Ribeirinha, São Sebastião e Fontinhas. Só falta o foguete rebentar..."

abril 26, 2006

Novo Burladero Especial Aniversário

Já se encontra entre os aficionados terceirenses a revista Novo Burladero edição Especial de Aniversário. Destaca-se desta edição o Burladero do Director, a Tertúlia “NB” de David Leandro, a rubrica Lugar aos Novos, uma entrevista ao cavaleiro amador Francisco Palha; a entrevista a Vítor Ribeiro nas páginas centrais, a rubrica Prontos Para Dar o Salto, uma entrevista a José Manuel Duarte, Francisco Cortes, Pedro Salvador e Gilberto Filipe; e a Temporada 2005 em números. É pois mais um número a não perder.

abril 25, 2006

Roberto Brasil novo colaborador de TerceiraTaurina

O jovem aficionado Roberto Brasil será a partir de hoje nosso novo colaborador, o seu primeiro artigo de Opinião refere-se ao 2º festival de capinhas que abaixo se transcreve. Ficamos assim mais ricos e com opiniões distintas num blog que foi feito para dar voz à nossa Festa.


2º Festival de Capinhas




Realizou-se no passado domingo dia 23 de Abril o segundo concurso de capinhas da ilha Terceira que teve lugar mais uma vez na monumental de Angra.
Entrou a concurso 6 touros de diferentes ganadarias entre elas a da Rego Botelho, José Albino, Ezequiel Rodrigues, Humberto Filipe, Irmãos Toste e João Quinteiro.
Ouve uma certa confusão no que diz respeito à entrega dos prémios, de qualquer forma no final os prémios foram atribuídos às ganadarias de Ezequiel Rodrigues e João Quinteiro. Ezequiel Rodrigues apresentou um touro com mais qualidade de ferro Oliveira e Irmãos que levou o primeiro lugar e o ganadeiro João Quinteiro levou o segundo prémio, estava também a concurso o prémio para melhor capinha que foi entregue nas mãos do capinha Magalhães sendo o segundo lugar arrecadado por Magalhães (filho). No resumo das contas realizou-se mais um festival, que na minha opinião era um concurso que deveria ter lugar na rua e não numa praça, há que seguir a tradição e levar as coisas aos seus lugares, uma praça é um lugar de touros e cavalos onde o toureio é realizado a pé ou em cima de um cavalo, não com guarda chuvas e mantas na mão.
Mas a minha opinião obviamente não passa disso, e penso que aqueles que gostam de ver capiar tiveram um espectáculo com alguma qualidade.

Roberto Brasil

abril 23, 2006

Festival dos Forcados com Cartel Definitivo


O grupo de Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense leva a efeito um Festival Taurino – Concurso de Ganadarias no próximo dia 21 de Maio pelas 18 horas e 30 minutos. Este festival está incluído no programa da Feira Agroter 2006 que se realiza no mesmo fim-de-semana na Vinha Brava.
Compõem o cartel os cavaleiros Carlos Alves e como já tínhamos anunciado o cavaleiro Gilberto Filipe e o amador Rui Lopes que prestará a sua prova para cavaleiro praticante. Pegará o curro, como não podia deixar de ser, o grupo organizador que fardará para o efeito os actuais e os antigos elementos do grupo. Os toiros serão das ganadarias de Francisco de Sousa (Cadelinha), Rego Botelho, Casa Agrícola de José Albino Fernandes, João Cardoso Gaspar (João Quinteiro), Herdeiros de Ezequiel Rodrigues e Humberto Filipe.
A não perder.

abril 21, 2006

Encabo em Sevilha

Resultado artístico do festejo realizado ontem em Sevilha em que participou o matador Luis Miguel Encabo.

Resultado Artístico

Pepín Liria (aplausos e orelha depois de aviso)
Luis Miguel Encabo (ovação e silêncio)
Manuel Jesús "El Cid " (ovação e orelha depois de aviso)

Toiros de Victorino Martín e um sobrero de José Luis Pereda

Fonte: www.mundotoro.com

abril 19, 2006

2º Festival de Capinhas da Ilha Terceira


No próximo domingo pelas 18 horas a Praça de Toiros da Ilha Terceira irá receber a 2ª edição do Festival de Capinhas da Ilha Terceira. Os seis toiros serão das ganadarias locais Rego Botelho, José Albino, Ezequiel Rodrigues, Humberto Filipe, Irmãos Toste e João Quinteiro e serão lidados pelos capinhas Magalhães (pai), Magalhães (filho), Tony, Ricardo Costa, Marcinho, Paulhinho, Bruno e Fábio que disputam entre si o prémio para o melhor capinha. A não perder na tarde do próximo domingo na monumental de Angra do Heroísmo

António Telles na inauguração do Campo Pequeno

Cartel da Reabertura do Campo Pequeno
Dia 18 de Maio

Cavaleiros:
João Moura
António Telles
Rui Fernandes

Forcados:
Amadores de Santarém
Montemor
Lisboa

Toiros :
Ganadaria Vinhas

Iván Garcia corta orelha em Sevilha

O matador de toiros madrileno Iván Garcia cortou um apêndice ao primeiro toiro do seu lote, pertencente à ganadaria portuguesa Palha. Na tarde sevilhana o toureiro de Móstoles aproveitou bem o astado, que teve um comportamento notável mas com pouca duração, Garcia recebeu-o por chicuelinas, com as bandarilhas mostrou faculdades brilhando a um bom nível, com a muleta Ivan andou firme, com boa técnica e ligou bem a faena com uma excelente atitude, estoqueou à segunda tentativa com uma estocada perfeita e de muito boa colocação, no fim da lide foi-lhe atribuído o justo troféu. No seu segundo não foi possível o toureiro luzir-se pela fraca qualidade do seu oponente. Tourearam ainda Uceda Leal (aplausos e forte ovação) e Sergio Martínez (silêncio no seu lote).

Fonte: www.mundotoro.com

abril 07, 2006

João Pamplona conquista Troféu nas Américas

O jovem cavaleiro amador João Pamplona conquistou o Prémio Revelação Cavaleiro Amador da época taurina de 2005 na cidade de Turlok na Califórnia. Os prémios foram entregues no passado domingo. Ao jovem cavaleiro os meus sinceros parabéns.

Fonte : www.auniao.com

abril 06, 2006

José Baldaya é o novo Presidente da Associação Regional de Criadores da Tourada à Corda

Segundo informação veiculada pelo site Toiros&Paixão.com, o ganadero José Baldaya da Câmara do Rego Botelho é o novo Presidente da Associação Regional de Criadores da Tourada à Corda. Esperemos que tudo corra pelo melhor à nova direcção agora empossada e que continue na senda do bom trabalho efectuado pela sua antecessora.
Aqui vos deixo a constituição da nova Direcção da ARCTC e o link de acesso à notícia no site Toiros&Paixão.com.

Direcção
Presidente: José Baldaya
Secretário: Duarte Pires
Tesoureira: Laura Sousa

Assembleia Geral
Presidente: Humberto Filipe
Vice-Presidente: José Toste
Secretário: Manuel Gaspar

Conselho Fiscal
Presidente: José Rodrigues
1º Secretário: Fernando Bettencourt
2º Secretário: Álvaro Amarante

Visite http://www.toirosepaixao.com/visualizar.php?aid=122

abril 05, 2006

Mais um artigo sobre o Festival Taurino Chã de Baixo/Outeiro de Fora

Mais um artigo sobre o Festival Taurino Chã de Baixo/Outeiro de Fora em que intervieram artistas que estarão presentes entre nós na Feira de São João 2006. O artigo transcrito na integra do site www.toureio.no.sapo.pt e da autoria de João Dinis.
"Rouxinol Triunfa em Chã de Baixo/Outeiro de Fora

Realizou-se no passado dia 2 de Abril pelas 16 horas, na localidade Chã de Baixo/Outeiro de Fora, um Festival Taurino que reverteu a favor da construção da Capela desta localidade.
A tarde estava agradável, com algum calor a fazer sentir e com o público a preencher na totalidade a praça desmontável.
O Cartel era composto pelos Cavaleiros Joaquim Bastinhas, Luís Rouxinol, Ana Batista, Tiago Pamplona, Jason Palma e Marcos Tenório (Bastinhas Jr), Grupo de Forcados Amadores do Ribatejo e Amadores da Chamusca frente a um curro de toiros/novilhos (mais uma limpeza de currais) da ganadaria Vila Galé.
Abriu praça Joaquim Bastinhas, frente ao toiro que mais colaborou. Nos compridos Bastinhas teve regular, já nos curtos chegou ao publico com toda a alegria que lhe é conhecida, mesmo sem criar emoção e sem por a “carne no assador”, para sacar o toiro das tábuas, bregou e cravou a ferragem, terminando a lide com dois pares de bandarilhas que levou o publico ao rubro.
No segundo, Luís Rouxinol recebeu bem o toiro com uma boa brega, mas demorando muito para cravar os ferros compridos onde esteve regular, nos curtos sacou o novilho das tábuas e levou na garupa do cavalo para depois preparar e cravar boa ferragem. Terminou a lide com um ferro de palmo e três pares de bandarilhas onde não foi tão feliz, excepto no ultimo par, foi o único que se esforçou e não deixou o seu credito por mão alheias.
Ana Batista recebeu bem o terceiro da ordem com dois bons ferros compridos, mas depois nos curtos o toiro começou a fechar-se em tábuas e Ana Batista quebrou um pouco a lide, não se esforçando para tirar o toiro das tábuas, mesmo assim a cavaleira de Salvaterra a cumprir e a cravar toda a ferragem.
Quarto toiro da tarde coube em sorte ao jovem ginete Açoriano, Tiago Pamplona que está no Continente a aprender a tourear na casa da Família Bastinhas. Teve bem nos compridos a citar de frente e a cravar dois bons ferros, nos curtos o toiro, tal como todos os outros começou a fechar-se em tábuas e foi o mesmo que o anterior, teve de os bandarilheiros que fazer o trabalho todo para o cavaleiro conseguir cravar a ferragem da ordem.
Jason Palma calhou-lhe o quinto da tarde, o mais mansarrão de todos, era muito difícil brilhar e conseguir uma boa lide com este toiro, mas Jason também não se esforçou em nada para conseguir sacar o pouco de bom que o toiro lhe poderia dar, cravou a ferragem toda da ordem com a preciosa ajuda dos bandarilheiros.
A terminar a tarde Marcos Tenório (Bastinhas Jr), que não esteve bem, e começou logo nos compridos a deixar um ferro na mão do toiro, o que por pouco não o inutilizava, depois o resto da lide resumiu-se ao mesmo das outras três lides anteriores os bandarilheiros a tirarem o toiro das tábuas, para que Marcos colocar a ferragem.
Quanto ao rapazes das Jaquetas tiveram num tarde boa e acertada pelo Grupo de Forcados Amadores do Ribatejo pegaram a 1ª tentativa Francisco Mansidão, João Machacás e Diogo Gomes que se fechou bem a cesgo no toiro mais manso da corrida, pelo Grupo de Forcados Amadores da Chamusca pegaram a 1ª tentativa Mário Duarte 2ª Tentativa João Luz e José Henriques a 1ª tentativa efectuou a pega da tarde ao fechar-se com garra e decisão ao ultimo toiro. Os toiros da Ganadaria Vila Galé saíram no geral mansos (tirando o 1 e 2 que deram para tourear) sem casta, bravura e com a córnea baixel isto só prova que a boa vontade dos ganadeiros não é assim tanta porque se vendem barato ou oferecem toiros normalmente é para fazer uma limpeza de currais. Dirigiu bem Manuel Jacinto assessorado pelo Dr. José Maria Nobre. No final a organização ofereceu a todos os intervenientes um simbólico presente."

Por João Dinis in www.toureio.no.sapo.pt

Cartaz da Feira de São João 2006

O cartaz da Feira Taurina de São João deste ano, já se encontra afixado por todos os bares, mercearias, supermercados da Ilha Terceira. Aqui vos deixo as imagens do dito cartel que foram impressas no cartaz de mão que está a ser distribuído um pouco por toda a ilha.



abril 04, 2006

Proprietário Graciosense adquire Cavalo Lusitano

A Ilha vizinha da Graciosa começa a dar os primeiros passos na equitação e criação de cavalos. Conhecida pela sua aficcion aos toiros, todos os anos realiza-se naquela ilha uma Feira Taurina por altura das festas em honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres. Depois dos toiros começa agora a dar os primeiros passos na equitação e criação cavalar, detendo nas instalações da Praça do Monte da Ajuda uma escola de equitação. Com o intuito de melhorar a qualidade dos equinos existentes naquela ilha o sr. Carlos Carvalhau adquiriu recentemente um exemplar de raça lusitana à recém criada Coudelaria do Faial, o potro de três anos de nome Xalaco que foi medalha de prata em todas as feiras em que se fez representar. O potro será desbastado e ensinado no Centro Equestre “o Ilhéu” sob as ordens do Monitor de Equitação Duarte Rico. Ao seu proprietário desejo a melhor sorte com o novo animal adquirido.

Resultado artístico do Festival Taurino de Chã de Baixo

Aqui vos deixo o que foi escrito na web no que se refere ao resultado artístico do Festival de Chã de Baixo onde participaram os cavaleiros Joaquim Bastinhas, Luis Rouxinol, Ana Batista, Tiago Pamplona, Jason Palma e Marcos Tenório na lide de novilhos da ganadaria Vila Galé e que foram pegados pelos Forcados Amadores do Ribatejo e Chamusca.
"Festival con éxito de Bastinhas

Chã de Baixo – Outeiro (Pernes) acolheu com boa presença de público, festival com importante actuação de Joaquim Bastinhas frente ao novilho que abriu praça. Novilhos da ganadaria Vila Galé com pegas realizadas pelos Forcados Amadores do Ribatejo e Chamusca todas ao primeiro intento.
Joaquim Bastinhas, Volta
Luis Rouxinol, Volta
Ana Batista, Volta
Tiago Pamplona, Volta
Jason Palma, Volta
Marcos Tenório, Volta"
"Bastinhas triunfa no Festival de Chã de Baixo

A localidade de Chã de Baixo – Outeiro de Fora (Pernes) recebeu no passado dia 2 de Abril, um festival taurino onde os lucros do espectáculo reverteram a favor da construção de uma capela em Pernes. Numa tarde quente, com a praça completamente preenchida, coube a Bastinhas os momentos mais animados, perante um novilho da ganadaria de Vila Galé.
Joaquim Bastinhas abriu praça com um novilho que lhe permitiu o triunfo. Realizou uma lide de menos a mais, destacando-se nos curtos, finalizando com dois bons pares de bandarilhas. No final, saltou da montada para receber forte ovação na arena.
Luís Rouxinol teve dificuldades em lidar o novilho que teve por diante, numa tarde onde faltou inspiração na sua primeira actuação nesta temporada. O cavaleiro de Pegões alcançou os melhores momentos na ferragem curta e no par de bandarilhas, conseguindo chegar a entusiasmar as bancadas.
Ana Batista mostrou algum acerto durante toda a lide. Bregou com qualidade, cravou com eficácia mas não se conseguiu luzir devido às dificuldades impostas pelo novilho. Encerrou lide com um ferro de palmo do agrado do público presente.
O primeiro praticante da tarde, Tiago Pamplona iniciou bem a lide deixando os compridos bem cravados. Na ferragem curta manteve a boa montada, mas o novilho não permitia grandes brilharetes.
Jason Palma teve por diante o pior novilho da tarde, manso e com querença em tábuas. Desde cedo se encostou nos terrenos de dentro, e o cavaleiro de S. Mamede pouco se empenhou para o tirar deles, coube essa função ao seu peão de brega.
Marcos Tenório andou empenhado durante toda a lide, onde aliou a dedicação e o seu valor, mas pouco conseguiu sacar ao difícil novilho. Destacou-se nos curtos, onde chegou mais ao público.
As pegas estiveram a cargo dos amadores do Ribatejo e da Chamusca, pelos do Ribatejo pegaram, Francisco Mansidão, João Machacás e Diogo Gomes todos ao primeiro intento; pelos amadores da Chamusca pegaram igualmente á primeira Mário Duarte e José Henriques, este na pega da tarde a encerrar o festival e João Luz na única pega á segunda tentativa.
Os novilhos ostentaram ferro da ganadaria Vila Galé, estavam bem apresentados e saíram difíceis no geral, destaque para a nobreza do primeiro e da mansidão do quinto.
O festival foi dirigido por Manuel Jacinto, assessorado pelo Dr. José Maria Nobre. No final forma entregues lembranças aos intervenientes do espectáculo."

por Rodrigo Tendeiro in www.tourobravo.com

abril 02, 2006

"Revista «TOROS» - Número dedicado aos Açores"


"A revista de informação taurina francesa «Toros» dedicou o seu número de Janeiro aos Açores. Tendo por base uma viagem ao arquipélago dos Açores com Vítor Mendes e João Folque (ganadaria Palha), Pierre Dupuy efectuou um magnífico trabalho sobre as ilhas e sobre a sua tauromaquia muito própria, não esquecendo as tertúlias que se desenrolaram nas ganadarias que foram visitadas. São 13 páginas de magnífico texto e belas fotografias."

In www.toirosecavalos.com por António Lúcio

Iván Garcia em Chateaurenard

O matador de toiros Iván Garcia estará presente na Feira de Julho da localidade francesa de Chateaurenard numa corrida de toiros agendada para o dia 8 e compartilhará cartel com Juan Bautista e César Jiménez na lide de toiros da ganadaria de Antonio Bañuelos.
Mais três festejos compõem a feira, uma corrida de rejoneio com os rejeonadores Diego Ventura e Sergio Galán, uma bezerrada e uma corrida “landesa”.

Fonte: www.mundotoro.com