Feira de São João começa amanhã

A Feira de São João deste ano tem o seu inicio, amanhã dia 21 de Junho, com uma Corrida Concurso de Ganadarias...

Triunfo de Tiago Pamplona e Sérgio Aguilar no Festival de Beneficência

Há já algum tempo que não tinha o prazer de tomar notas numa corrida de toiros...

Comunicado - Grupo de Forcados Amadores do Ramo Grande - Feira de São João 2015

"O Grupo de Forcados de Amadores do Ramo Grande anuncia que não pegará no Concurso de Ganadarias da Feira de São João 2015 "

maio 31, 2006

Tiago Pamplona e Leonardo Gonçalves triunfam nas américas

O cavaleiro praticante Tiago Pamplona e o forcado Leonardo Gonçalves , do grupo de forcados da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, foram os triunfadores da corrida comemorativa dos 30 anos do Grupo de Forcados de Turlock. No final da corrida os terceirenses foram agraciados com os prémios para a melhor lide e melhor pega, o prémio para o melhor toiro foi para a ganadaria Açoriana.
Fizeram também parte desta corrida, que se realizou no passado dia 28 de Maio em Stevison na Califórnia, os cavaleiros José Manuel Duarte, Pedro Salvador, Paulo Jorge Ferreira, Eduardo Costa e Sario Alves Cabral. Os toiros foram das ganadarias Açoriana, António Cabral, Manuel Moris, Joe Rocha, John Toste e Manuel Machado, as pegas tiveram a cargo dos Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense e do Amadores de Turlock.

maio 30, 2006

Burladero de Maio já entre nós


A revista Novo Burladero de Maio já se encontra à venda nas livrarias e papelarias da ilha Terceira. A edição deste mês destaca entre outras notícias, a reinauguração da praça de toiros do Campo Pequeno, uma entrevista com Rui Bento responsável pela tauromaquia na SRUCP, as entrevistas aos três novilheiros que farão as cortesias no Campo Pequeno na próxima 5ª feira, onde se inclui o nosso Mário Miguel e vários artigos de opinião sobre corridas já realizadas no nosso rectângulo pequenino à beira mar plantado. A sua leitura é obrigatória.

maio 28, 2006

Festival dos forcados


No passado domingo dia 21 realizou-se uma vez mais a corrida dos forcados, que teve este ano em cartaz três cavaleiros, do Montijo vieram Gilberto Filipe e Carlos Alves e de cá o cavaleiro Rui Lopes que se prestava à sua prova de praticante. Os touros ficaram a cargo de diversas ganadarias, de entre elas destacou-se a de José Albino Fernandes que levou o prémio do melhor touro da tarde.

No que diz respeito aos cavaleiros Carlos Alves realizou uma lide correcta no primeiro da ordem da ganadaria Rego Botelho, já no seu segundo não se veio a mostrar tão correcto.

Relativamente ao cavaleiro Gilberto Filipe, teve na minha modesta opinião a melhor lide da tarde, lide esta relativa ao segundo da ordem. Infelizmente no seu segundo touro as coisas não viriam a correr tão bem, o touro era manso e não investia, o cavaleiro ao ver o touro em tábuas tentou uma investida mais frontal e as coisas não correram bem, originando assim um toque, que fez com que o público o atacasse em peso, digo desde já que não acho correcto que um cavaleiro do seu gabarito seja atacado da forma que foi, muito menos depois da lide que havia apresentado no segundo da ordem.

Rui Lopes entrou de pé direito na sua carreira sendo o triunfador da tarde, destacam-se dois extraordinários ferros, montando o Açúcar. O Rui mostrou progresso e vontade, e pela primeira vez vi um Rui com garra, espero muito sinceramente que as coisas corram pelo melhor e que uma grande carreira se avizinhe para o cavaleiro que a partir da próxima corrida já pode usar casaca e tricórnio.

Roberto Brasil

maio 24, 2006

Agenda das Touradas à Corda para o mês de Junho

Dia 2 de Junho

  • Serra de Santiago – Lages com vacas da Casa Agrícola José Albino Fernandes (vacada)


Dia 3 de Junho

  • Corpo Santo – Conceição com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes, Herd. Ezequiel Rodrigues, Humberto Filipe e Elizeu Gomes
  • Largo da Igreja – São Mateus com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes
  • Serra de Santiago – Lages com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

Dia 5 de Junho

  • Terreiro – Terra-Chã com toiros de Humberto Filipe e Elizeu Gomes
  • Ao lugar – Altares com toiros de Humberto Filipe

Dia 6 de Junho

  • São Luís – São Bento com toiros de Herds. Ezequiel Rodrigues

Dia 7 de Junho

  • Terreiro – São Mateus com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

Dia 10 de Junho

  • Outeiro – Conceição com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes
  • Caminho Velho – Santo Amaro – Ribeirinha com toiros de Rego Botelho, Herds. Ezequiel Rodrigues, João Cardoso Gaspar (Quinteiro) e Manuel João
  • Terra do Pão – São Mateus com toiros de Humberto Filipe
  • Rossio – Santa Cruz com toiros de Herds. Ezequiel Rodrigues

Dia 12 de Junho

  • São João de Deus – Santa Luzia com toiros de Elizeu Gomes
  • Terreiro – Raminho com toiros de Elizeu Gomes

Dia 13 de Junho

  • Terra Alta – São Mateus com toiros de Humberto Filipe
  • Reguinho – São Bento com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes
  • Largo da Fonte – São Sebastião com toiros Elizeu Gomes


Dia 14 de Junho

  • Rua da Igreja – Ribeirinha com toiros de João Gaspar
  • Terreiro – São Mateus com toiros de Herds. Ezequiel Rodrigues

Dia 15 de Junho

  • Terreiro do Paço – Ribeirinha com toiros de Humberto Filipe
  • Rua da Pereira – Santa Luzia com toiros Elizeu Gomes
  • Cantinho - São Mateus com toiros de Humberto Filipe
  • Praça – Vila Nova com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes
  • Fonte do Bastardo com toiros de Irmãos Toste


Dia 16 de Junho

  • Vila Nova com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

Dia 19 de Junho

  • Largo da Fonte – São Sebastião com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes e de Humberto Filipe (integrada nas Sanjoaninas)

Dia 21 de Junho

  • Terreiro – São Mateus com toiros de Rego Botelho (integrada nas Sanjoaninas)
  • Rua de São João - Sé (espera de gado para crianças integrada nas Sanjoaninas)

Dia 22 de Junho

  • Porto das Pipas – Conceição com toiros de João Gaspar (integrada nas Sanjoaninas)

Dia 24 de Junho

  • Alto das Covas – Sé (espera de gado integrada nas Sanjoaninas) com toiros de Herds. Ezequiel Rodrigues

Dia 25 de Junho

  • Porto de São Fernando – Porto Martins com toiros de Humberto Filipe

Todas as touradas tem início às 18 horas e 30 minutos com excepção das touradas integradas nas Sanjoaninas que serão às 18 horas, da espera de gado com inicio marcado para 13 horas e da espera de gado para crianças com ínicio às 12 horas.

maio 22, 2006

Triunfo em dia de Prova

O Festival dos Forcados da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, integrado na Feira Agroter 2006, recebeu nas bancadas da Praça de Toiros da Ilha Terceira cerca de meia casa fraca. O Festival tinha como atractivo a prova de praticante do jovem amador terceirense Rui Lopes e o concurso de ganadarias com toiros de seis ganadarias locais.

O cavaleiro Carlos Alves recebeu o primeiro da ordem da ganadaria de Rego Botelho com o número 58 (?), com três compridos de boa nota, bregando bem e entendendo bem o oponente, mudando de tércio mas não de cavalo, Carlos Alves colocou três bons ferros curtos à tira, não tendo chegado às bancadas mas também não desmerecendo o labor efectuado ao toiro da divisa de Rego Botelho. No seu segundo, da ganadaria de Francisco Sousa com o número 32 (?), Carlos Alves teve um início de lide asseada com três bons ferros compridos à tira, destacando-se nos curtos o segundo ferro da ordem.

Gilberto Filipe veio à Ilha Terceira com ganas de triunfo, tendo obtido uma boa lide no primeiro do seu lote. Gilberto recebeu o toiro número 14 8 (?) da Casa Agrícola de José Albino Fernandes, com dois ferros compridos à tira a despachar, não se parando com o toiro, foi nos ferros curtos que Gilberto Filipe obteve os melhores momentos da sua lide, sendo o primeiro curto ao piton contrário de excelente nota e os dois últimos ferros foram muito cingidos e ao estribo como mandam as regras. No seu segundo toiro, um toiro da ganadaria de Humberto Filipe com o número 105 (?), o cavaleiro continental teve uma lide desacertada tendo-se precipitado em algumas sortes, como começar o segundo tércio com um ferro à violino, sendo uma sorte que deve ser usada como recurso e não para se iniciar a série de ferros curtos, sofreu aparatoso toque na montada à saída do quarto ferro, tendo insistido em colocar muitos ferros porfiando até obter um ferro de boa nota, saindo da arena sob alguns protestos do público presente.

Rui Lopes na tarde da sua prova de praticante deixou bem patente a boa forma que atravessa, tendo registado no toiro da sua prova uma excelente lide, Rui lidou um toiro da ganadaria continental de David Ribeiro Telles pertença do ganadeiro terceirense Herdeiros de Ezequiel Rodrigues, toiro este com muito sentido, mas o cavaleiro deu-lhe uma lide acertada com dois bons ferros compridos depois de boa brega e no segundo tércio cravou três excelentes ferros curtos.
O segundo novilho que lhe coube em sorte tinha pouca presença e pertencia à ganadaria de João Quinteiro com o número 51 (?), este cedo se refugiou em tábuas, mas o jovem cavaleiro soube dar-lhe a volta com ajuda dos bandarilheiros de serviço mas também com o bom uso das suas montadas. Rui teve uma lide acertada e no conjunto das suas duas lides foi sem sombra de dúvida o triunfador da tarde.

Na forcadagem, foi bonito voltar a ver João Hermínio, António Baldaya, Hildebrando Ortins, Tony Ortins, João Melo, José Luís, “Caló”, Moules (Xinxas), José Porto, José Lúcio e Luís Borba. No primeiro da tarde Adalberto Belerique pegou e bem à segunda tentativa, o segundo toiro coube ao forcado Marco Sousa numa boa pega à primeira tentativa com uma boa segunda ajuda de Fabrício Rico, no terceiro da ordem foi cara o forcado Marco Fontes consumando a pega ao segundo intento, destaque para o rabejador Leonardo Gonçalves, o quarto coube em sorte a Jorge Diniz, que pegou bem à primeira tentativa com o toiro a parar a meio da viagem dificultando a vida aos ajudas, ao quinto saltou à arena o jovem forcado João Pedro Ávila que aguentando fortes derrotes do novilho ficou fora da cara do oponente, sendo depois emendado pelo grupo ao fechar a pega, o último da tarde foi pegado pelo forcado Leonardo Gonçalves que esteve bem à primeira tentativa, com o toiro a ter uma investida recta e sem dar problemas ao forcado da cara, em suma uma boa actuação dos amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense na inauguração da temporada açoriana. No fim da corrida despediu-se do grupo o valente forcado Luís Filipe dando a volta à arena aos ombros dos colegas forcados.

Pela positiva há a salientar a boa, como sempre, direcção de José Valadão, acessorado pelo Dr. Vielmino Ventura e a aceitação generalizada do público presente à atribuição do prémio ao melhor toiro, que foi entregue ao toiro número 148 (?) da ganadaria Casa Agrícola José Albino Fernandes.
Pela negativa é de salientar a falta de informação dos números dos toiros a concurso, a presença num concurso de ganadarias de um toiro pertença do ganadero mas não com o ferro do mesmo e a falta de aficcionados nas bancadas da nossa praça.
De parabéns estão os amadores da Tertúlia pela organização deste espectáculo.

maio 21, 2006

Festival dos Forcados


A não perder hoje pelas dezoito horas e trinta minutos na monumental da Ilha Terceira.

Inauguração do Campo Pequeno

Foto de Francisco Romeiras in www.tauromania.pt

Foi quinta-feira passada a tão esperada inauguração da catedral do campo pequeno, em meras oito horas esgotou a sua lotação que aguardava impaciente para assistir ao tão esperado espectáculo.
A noite contou com os cavaleiros João Moura, António Telles e Rui Fernandes, os touros ficaram a cargo da ganadaria Vinhas que diga-se desde já, se apresentou com 6 magníficos touros, dá-se destaque ao 5 touro da noite, este touro não brilhou sozinho, foi ele que fez com que António Telles fosse o triunfador. António esteve bem em qualquer uma das lides mas foi realmente na segunda que mais se destacou, iniciou a sua lide com 3 extraordinários ferros compridos que fizeram ferver o publico, mas se o publico já se encontrava satisfeito ainda ficou mais com os 5 curtos que se seguiram, António mostrou ser um cavaleiro com arte e classe, que soube dar a volta a ambos os touros, notava-se claramente a meio das suas lides a sua ligação com o touro. Relativamente a João Moura, esteve bem no primeiro touro, mas no 4 da ordem viria a encontrar um touro difícil ao qual não soube dar a volta, não se viu na noite de quinta feira o triunfador João Moura, Rui Fernandes esteve bem em ambos os touros, apesar de o seu ultimo toiro não ter sido muito bom, era o touro mais pesado da noite (608 KG) e como tal era um tanto ou quanto morto, não investia com grande bravura e entusiasmo como os seus irmãos. As pegas ficaram a cargo dos forcados de Santarém, Lisboa e Montemor, dando-se destaque e os parabéns ao cabo dos forcados de Lisboa José Luís Gomes que não se deixou derrubar e mostrou aos outros o que era realmente ser um forcado. A noite foi grande e há que dar os parabéns à organização que permitiu que a inauguração do Campo Pequeno fica-se nas nossas memórias como uma grande noite de touros. O blog TerceiraTaurina dá também os parabéns ao cavaleiro David Ribeiro Telles que fez na passada quinta-feira 48 anos de alternativa tirada naquela praça, a ele os nossos sinceros parabéns.

Roberto Brasil

maio 18, 2006

Feira Agroter 2006

Com cerca de uma centena de pavilhões comercias e cerca de trezentos animais a concurso abre hoje a Feira Agroter 2006, sendo a sua inauguração às 14 horas no recinto de feiras da Vinha Brava. O seu programa incluí uma bezerrada para a pequenada às 14 horas de sexta-feira, um concurso equino de modelo e andamentos, denominado de II Agroégua, e um espectáculo com a Coudelaria Pamplona, isto tudo no sábado, às 16 e às 21 horas respectivamente. Incluído na Feira Agroter está também o Festival dos Forcados agendado para as 18 horas e 30 minutos de domingo e que conta com os cavaleiros Carlos Alves, Gilberto Filipe e o amador Rui Lopes que presta prova para cavaleiro praticante, as pegas estarão a cargo dos Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirensee os toiros pertencem a várias ganadarias terceirenses. A Feira Agroter terá todas as noites animação nocturna sendo o expoente máximo a participação da cantora Romana amanhã às 22 horas.

maio 15, 2006

Treino de Rui Lopes

É já no próximo dia 21 de Maio, que o cavaleiro Rui Lopes se apresenta na monumental de Angra para prestar a sua prova de praticante, ao lado dos cavaleiros profissionais, Gilberto Filipe e Carlos Alves.
A uma semana do evento realizou-se um treino, tendo o gado ficado a cargo da ganadaria Rego Botelho. As duas vacas lidadas mostraram bravura, e permitiram ao jovem cavaleiro um bom treino. Em ambas as vacas Rui saiu com uma égua castanha, de nome Papa-Léguas, mas foi na segunda vaca que se demonstrou mais hábil e permitiu ao cavaleiro alguns bons ferros. No que diz respeito à ferragem curta, Rui utilizou o cavalo Balcão já conhecido das nossa praças na mão do cavaleiro António Telles, utilizou também o Açúcar, cavalo triunfador nas mãos do cavaleiro João Moura, por fim deu uma passagem com o Quarteio, cavalo ainda novo que começou a tourear com o cavaleiro do Montijo, Gilberto Filipe.
Esperemos que no próximo domingo se realize uma boa tarde de touros e que Rui Lopes consiga cumprir e subir mais um degrau na sua carreira como cavaleiro tauromáquico.
Roberto Brasil

maio 13, 2006

Graciosa com Cartel definitivo

A Ilha da Graciosa recebe pela altura das Festas do Senhor Santo Cristo, em Agosto, duas corridas de toiros. As mesmas serão compostas pelos cavaleiros Rui Salvador, Miguel Duarte e Tiago Pamplona, os forcados serão os da Tertúlia Tauromáquica Terceirense e os toiros serão das ganadarias de Oliveira Irmãos e do Eng. Jorge de Cavalho. Mais uma feira taurina açoreana a não perder.

maio 09, 2006

I Grande Corrida Real nos Açores

Exclusivo TerceiraTaurina

No próximo dia 3 de Agosto, pelas 21 horas e 30 minutos, irá realizar-se na Praça de Toiros da Ilha Terceira a I Grande Corrida Real nos Açores, a mesma contará com a presença da família Real Portuguesa. D. Duarte e sua família chegam aos Açores a 30 de Julho, começando por visitar a Ilha de S.Miguel.
O cartel da corrida será composto por dois cavaleiros continentais e por dois cavaleiros locais, que serão anunciados brevemente. Serão dois os grupos de forcados amadores presentes nessa corrida, são eles os Amadores de Montemor e os Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, que pegarão quatro toiros da Ganadaria de David Ribeiro Telles.
A primeira parte da corrida será preenchida com Fado, que contará com a participação dos fadistas Vicente da Câmara e Carlos Pegado.
Esta corrida é organizada pelo dinâmico empresário João Duarte e será transmita em directo para todo o país. Mais uma corrida a não perder.

maio 06, 2006

Magazine Tauromáquico


Não perca hoje pelas 14 horas na RTP Açores o programa Magazine Tauromáquico, apresentado por Mário Rodrigues e realizado por Carlos Ávila.

maio 05, 2006

Cavalo cedido pelo Prof. Artur Machado entra em competição

O cavalo de nome Neapolitano de Murella, oferecido à cavaleira de Paradressage Sara Duarte pelo Prof. Artur Machado, prepara-se para entrar em competição amanhã na Quinta da Beloura. À a salientar que a cavaleira Sara Duarte foi em 2005 Campeã Nacional, venceu a Taça de Portugal, venceu o Internacional de Madrid e ascendeu ao 11º lugar da tabela no Europeu da Hungria, tudo na disciplina de Paradressage.
O sonho desta cavaleira era o de competir com um cavalo próprio, sonho este que o Prof. Artur Machado foi capaz de realizar. Sorte para a cavaleira e sua montada é o que deseja o Blog Terceira Taurina.

Toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes para 2006


Foto gentilmente cedida por Evaristo Silva.

4ª Corrida Revista Flash em Angra

Vai realizar-se no próximo dia 21 de Julho, pelas vinte e uma hora e trinta minutos, a 4ª Corrida Revista Flash na praça de toiros da Ilha Terceira.
O cartel não se encontra ainda fechado, mas podemos adiantar que farão as cortesias na arena de Angra o rejeonador Sérgio Vegas, o cavaleiro praticante Rui Lopes e o amador João Pamplona (Filho), ainda por confirmar a presença de António Telles e na sua impossibilidade talvez Rui Fernandes. A corrida contará ainda com um concurso de pegas entre os grupos, Amadores de Coruche, Aposento da Chamusca e dos Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, que irão disputar entre si o prémio para a Melhor Pega (Prémio Flash) e para o Melhor Grupo (Prémio Coudelaria Lima Duarte). Os toiros serão da ganadaria de David Ribeiro Telles, toiros estes que já se encontram nas pastagens terceirenses.
A corrida poderá ser ainda televisionada por canal de televisão generalista. A não perder!

Toiros de David Ribeiro Telles


São treze os toiros de David Ribeiro Telles que se encontram a pastar na Ganadaria dos Herdeiros de Ezequiel Rodrigues. São dois curros de toiros que serão lidados na arena angrense em organizações do Empresário João Duarte. A primeira corrida está praticamente definida, a segunda está agendada para 6 de Agosto com cartel a definir. Deixo-vos uma foto dos respectivos curros, uma foto gentilmente cedida pelo próprio empresário.

"Salgueiro triunfa no Cartaxo"

João Salgueiro cavaleiro presente entre nós já no próximo mês de Junho, triunfou recentemente na praça de touros do Cartaxo, Salgueiro insistiu num toureio frontal, que lhe permitiu cravar ferros de alto a baixo, dá-se destaque ao segundo e quarto ferro com que fechou o quarto touro da ordem. Mas foi no segundo touro que Salgueiro deixou a sua marca, levando assim para casa o prémio em disputa para a melhor lide na nona Corrida da Casa do Pessoal da EPAL.
Salgueiro passou por maus bocados, mas vem a recuperar em força, começando já esta época taurina 2006 com um premio em mãos, na minha opinião é um cavaleiro com alguma qualidade, que em determinados momentos dá as suas pinceladas de arte, esperemos que na nossa feira de São João não seja diferente e que o seu toureio permita a nós aficionados uma tarde bem passada na monumental de Angra.

Roberto Brasil

maio 02, 2006

Toiros em São Sebastião

Ontem deu-se inicio à época taurina na Ilha Terceira e o primeiro dia de tourada contou com três festejos, foram eles na Fonte da Ribeirinha com toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes, nas Fontinhas com toiros da ganadaria de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues e por ultimo na Vila de São Sebastião junto à fonte com toiros de Humberto Filipe. E é a esta ultima que corresponde esta crítica.
Eram dezoito horas e trinta minutos em ponto quando se ouviu bem alto o foguete que deu inicio à contenda, o primeiro toiro do Tio Humberto saiu sonso e em começo de temporada os capinhas também estavam um pouco desabituados com o toiro, o segundo toiro no mesmo tom do primeiro acudindo um pouco mais aos capinhas que timidamente iam aparecendo, depois veio o habitual intervalo para degustar uma bifana e beber uma fresca e aproveitar para por a conversa taurina em dia, falou-se em muitas coisas mas o cartel das Sanjoaninas foi o prato forte. Foguete p’ró ar e lá saiu mais um toiro, este com o ferrro da ganadaria Rego Botelho mas propriedade do ganadero Humberto, saiu sério e metia respeito a quem pelo arraial transitava, com muito sentido este toiro foi para mim o toiro da tarde, o quarto da ordem saiu com muita pata mas foi de mais a menos.
O povo terceirense estava cedente de festa e foram muitos os aficionados que se dirigiram a São Sebastião para aí poderem apreciar à maior festa popular dos Açores e quiçá do nosso País, o ponto negativo desta corrida e das que se prevêem para o corrente mês é a hora a que se iniciou a tourada, saindo o ultimo toiro já com o sol a ir-se embora, acho que se deve rever a hora de inicio das touradas à corda na nossa Ilha para que a tourada não acabe na melancolia da noite.

Começou mais uma época taurina

Na passada segunda-feira dia 1 de Maio deu-se o inicio a mais uma época taurina na ilha terceira. As famosas corridas à corda, característica fundamental da nossa tradição, tiveram lugar em três locais distintos, na fonte da Ribeirinha, nas Fontinhas e em S. Sebastião.
No que diz respeito à corrida da Ribeirinha, esta foi composta por 4 exemplares da ganadaria de José Albino Fernandes, entre eles o já famoso “Elisa”. Os 4 touros tiveram um comportamento mais ou menos igual, num patamar relativamente baixo, dá-se destaque ao primeiro touro que foi talvez na opinião de alguns dos aficcionados presentes o mais forte e o segundo que foi o pior da tarde teve muito parado e sem investir, não demonstrando a bravura que se procura nos touros da corda. De qualquer das formas deu-se um bom início de temporada, não com a melhor corrida de todas, mas também não com a pior, esperemos pelas próximas para vermos o que as nossas ganadarias têm para nos oferecer, ao longo desta época taurina 2006.

Roberto Brasil