Antiga entrevista com Francisco Parreira.

Francisco Parreira, aficionado, embalsamador, embolador e criador de cavalos.

Relembrar a Corrida comemorativa dos 35 anos do Grupo da Tertúlia.

No ano que comemoram 45 anos, relembro a Corrida comemorativa dos 35 anos do Grupo da Tertúlia.

novembro 29, 2007

G.F.A. Ramo Grande em Moura


OO Grupo de Forcados Amadores do Ramo Grande esteve no passado sábado, 17 de Novembro, em Moura a convite do Real Grupo de Forcados Amadores de Moura, para participar numa Festa de Campo organizada pelo mesmo. A Festa de Campo realizou-se na Herdade da Galeana, propriedade da família ganadera Murteira Grave, que cedeu para o efeito um novilho e uma vaca para o treino dos forcados.
Os amadores do Ramo Grande pegaram o novilho por intermédio de Filipe Lemos e Nuno Pires.

Apassionata - Hommage na RTP 1


Os aficionados da equitação poderão assistir amanhã pelas 21 horas e 45 minutos na RTP 1 ao espectáculo Apassionata – Hommage que se apresentou pela primeira vez em Portugal no Campo Pequeno, em Abril deste ano.Dirigido por Lorca Massine, surpreende pelas extraordinárias coreografias com bailarinos, músicas originais, cantores líricos, acrobatas e efeitos de luzes especiais.Um espectáculo encantador, dinâmico e de alto nível, com história e tradição, colorido e cenários fantásticos.Apassionata exibe os majestosos cavalos Lusitanos, Andaluzes, Frísios, Árabes, Quarter Horses, póneis Shetland e da Islândia, numa produção esteticamente esplêndida, singular na sua componente técnica.
O espectáculo "Hommage", envolveu cerca de 200 pessoas, perto de 100 cavalos e passou por 60 cidades de 15 países.
Não perca amanhã na estação pública.

Semanários Taurinos

novembro 27, 2007

A sortes do toureio a cavalo – A sorte de gaiola


A sorte de gaiola ou à porta da gaiola como também se denomina esta sorte, executa-se com o cavaleiro posicionado em frente à porta dos curros esperando a saída do toiro sem o auxilio dos peões de brega.
Abre-se a porta dos sustos e por ela sai o toiro que após longas horas de escuridão, deslumbrado com tanta claridade investe no primeiro vulto que se apresenta pela frente. Aproveitando-se disso o cavaleiro coloca-lhe o primeiro ferro comprido.
Esta sorte depende da sorte, pois não é possível ao cavaleiro medir as distâncias nem tão pouco mandar no toiro, daí o cavaleiro ao executar esta sorte sair em sua defesa sendo bastas as vezes em que o ferro não é bem colocado nem sendo a reunião cingida.
Nos dias que correm poucos são os que executam tal sorte destacando-se o cavaleiro António Ribeiro Telles, seu exímio executante.

El Picador

"El Picador" de Bernardo Torrens. Uma pintura realista de acrílico sobre tela com as dimensões de 200 x 105 cm.

novembro 26, 2007

Cartoon

novembro 23, 2007

Touradas & Marradas 2007 - 2ª Parte

Apresentação do DVD das Touradas & Marradas 2007 - 2ª Parte da autoria de da autoria de Manuel Bettencourt .


NB de Novembro


A revista Novo Burladero de Novembro traz-nos na capa uma fotografia de Arjona de um bonito exemplar de raça brava e como títulos de capa temos este mês “Campo Pequeno – Balanço 2007”, “Entrevista: José Luís Zambujeira” e “Em época de Festivais….”.
No seu interior destaque para os artigos de Carlos Martins na rubrica “Da Barreira…”, “Manolo Cortés e o “Toreo Brujo” de José Henriques em “Episódios da História” e “A influência dos cavalos no ânimo dos cavaleiros” de Catarina Bexiga em “À Boca do Burladero”.
Mais um número da NB a não perder.

novembro 22, 2007

Manuel Jesus “El Cid” Triunfador 2007

Fotografia de Duarte Bettencourt

Manuel Jesus “El Cid” foi considerado pelos visitantes do TT como o máximo triunfador da temporada taurina açoriana de 2007.
O matador sevilhano toureou entre nós na corrida apeada da Feira de São João deste ano, compartindo cartel com os matadores de toiros José Luís Gonçalves e “El Gallo”, lidaram-se nesta tarde toiros de Rego Botelho.
“El Cid” nasceu a 10 de Março de 1974 na localidade de Salteras, província de Sevilha, numa família de ganaderos. A sua apresentação como novilheiro foi na praça de Guillena a 9 de Setembro de 1993, debutou com picadores no ano seguinte a 6 de Fevereiro em Salteras, tendo toureado reses de António Muñoz às quais cortou três orelhas e um rabo. A sua apresentação em Madrid foi a 19 de Março de 1995, tendo como companheiros de cartel os novilheiros Antonio Cutiño e Luis Sierra, lidando neste dia novilhos de La Guadamilla.“El Cid” tirou a alternativa a 23 de Abril de 2000 em Las Ventas, Madrid, sendo seu padrinho David Luguillano e como sua testemunha Finito de Córdoba.
Foi encontrado mais um triunfador do TT a juntar ao cavaleiro João Telles Jr.

Resultado final da Sondagem “Quem foi o triunfador da temporada taurina 2007 no toureio apeado?”

Fotografia de Duarte Bettencourt


O Blog Terceira Taurina iniciou, à cerca de dois meses, um ciclo de sondagens que visam eleger os triunfadores da temporada taurina açoriana de 2007. Na sua segunda sondagem realizada sob o titulo “Quem foi o triunfador da temporada taurina açoriana de 2007 no toureio apeado?” saiu vencedor o matador sevilhano Manuel Jesus “El Cid” com 45 votos seguido de perto pelo matador salmantino Lopez Chavez com 41 votos e pelo matador Ivan Garcia com11 votos. A sondagem esteve disponível durante trinta dias, tendo votado 121 visitantes que distribuíram os seus votos da seguinte forma:

“El Cid” - 45 votos



Lopez Chavez – 41 votos



Ivan Garcia – 11 votos



Luís Vital "Procuna" – 9 votos
José Luís Gonçalves – 5 votos
"El Gallo" – 4 votos
Vitor Mendes – 4 votos
Mathieu Jullion – 2 votos
André Rocha – 0
"El Capea" – 0
“El Fini” – 0
Nuno Manuel “Velazquez” – 0
Paco Velásquez – 0

Semanários Taurinos Olé e Farpas desta semana

novembro 21, 2007

Tourada & Marradas 2007 - 1ª Parte

Apresentação do DVD com as Touradas & Marradas 2007 - 1ª Parte, da autoria de Manuel Bettencourt .


novembro 08, 2007

As sortes do toureio a cavalo

A palavra sorte no Dicionário da Língua Portuguesa, no que à tauromaquia diz respeito, significa “manobra que o toureiro executa para farpear ou enganar o toiro”, a sorte é pois a acção executada pelo cavaleiro na tentativa de cravar a ferragem da ordem no toiro.
A sorte é constituída pelas seguintes fases: citar, aguentar, carregar a sorte, trazer o toiro toureado, consentir, reunir e cravar. A mesma deve ser rematada com o cavaleiro a envolver o toiro embebendo-o na garupa do seu cavalo.
O mando e o temple são fundamentais para a boa execução de qualquer sorte. Tourear é mandar, se o cavaleiro não mandar é porque anda ao sabor do toiro.
As sortes dividem-se conforme:
- o sítio da arena - sorte à gaiola, a sesgo, de largo, em curto e de poder a poder;
- se o toiro está em movimento ou parado – sorte recebendo, acometendo, a dois tempos, em terrenos cambiados e galeando;
- a posição do toiro dentro da arena – sorte por dentro, por fora, de dentro para fora, de fora para dentro, nos médios, nos tércios e em tábuas.
- a posição relativa do cavalo e do toiro – sorte de caras, à tira de frente e na perpendicular, à meia volta e à garupa.

Sabia que...

Os pastores têm de trajar obrigatoriamente com as seguintes peças de roupa; Chapéu de feltro de cor preta; Camisola de tecido de cor branca, com feitio correspondente a camisola de pastor; Calça de cor preta ou cinzenta; Sapato de lona ou sapatilha.

(Artigo 30º do Regulamento da Tourada à Corda, sobre os trajes tradicionais)

O toiro! O elemento fundamental da festa.

Uma fotografia de Duarte Bettencourt