abril 06, 2009

Tenta Comentada

Realizou-se no passado sábado na arena da Monumental Praça de Toiros Ilha Terceira uma Tenta Comentada que levou cerca de meia centena de aficionados às bancadas da praça terceirense. Foram lidadas três novilhas da ganadaria de Rego Botelho de procedência Jandilla, que foram picadas pelo experiente picador Rafael Trancas e lidadas pelo matador de toiros Gomez Escorial. Os comentários foram realizados pelo ganadeiro José Baldaya e pelo matador de serviço.
De boa apresentação e trapio, a reses lidadas deixaram muito a desejar em relação ao seu comportamento, nenhuma delas foi aprovada para fazer parte da vacada daquela casa agrícola. No final o ganadeiro afirmou que aquele dia tinha sido muito negativo para ele.
O ganadeiro terceirense coloca-se muitas vezes numa situação ingrata de ter que tentar e expor o seu efectivo publicamente, numa tarefa que se quer sigilosa e pessoal, refugiado na sua praceta de tentas onde o trabalho ganadeiro deve sempre ser levado a cabo.
Passando à apreciação das três novilhas tentadas a primeira não cumpriu nas varas nem tão pouco na muleta sendo reprovada pelo ganadeiro, opinião esta corroborada pelo matador. A segunda ao contrário da sua irmã foi brava nas varas arrancando-se de largo e com alegria para o cavalo, na muleta foi nobre, humilhou, o seu lado direito foi o mais explorado, tendo o matador lidado a gosto, com temple e sentimento, tinha nobreza a vaca mas na opinião do ganadeiro faltou-lhe bravura sendo assim reprovada, quanto à opinião do matador este gostou do comportamento da novilha, que esta tinha fiejeza mas que lhe faltava poder, contrapondo um pouco a decisão do ganadeiro afirmando que a escassez de forças da novilha foi decisivo para a sua reprovação. A terceira e última novilha saía solta da sorte de varas assim como do capote, ao entrar no peito do cavalo fazia-o sempre por alto assim como no capote, investiu na muleta com a cara a meia altura saindo solta dos lances, foi reprovada pelo ganadeiro sendo da mesma opinião o matador.
Foi pena que não pudesse-mos assistir a uma melhor faena de campo na arena terceirense contrastando com o bom momento ganadeiro que temos assistido na nossa cabana brava, mas lá vem a velha máxima de que para ser ganadeiro fosse só juntar um toiro bravo com uma vaca brava para obter um toiro bravo então todos nós éramos ganadeiros.

Duarte Bettencourt

1 comentários:

mynameisfairplay.com disse...

Diga não a sorte de varas e a possibilidade de touros de morte no paraíso chamado Açores.

Dos E.U.A. tentarei o impossível se necessário for para que este cenário não seja viável, lutarei com todas as minhas forcas contra tudo e todos incluindo políticos.

Um "escravo" chamado Touro!
http://mynameisfairplay.blogs.sapo.pt/