junho 26, 2012

Triunfo terceirense


Foram de terceirenses os triunfos da segunda corrida da Feira de São João.

Tiago Pamplona realizou uma excelente lide ao primeiro do seu lote, onde montado no seu cavalo de confiança, o Universo, cravou ferros de verdade e de emoção, finalizou a sua lide com soberbos de palmo galvanizando as bancadas, que de pé lhe tributaram grandes ovações. O seu segundo toiro exigia que se lhe pisassem os terrenos e foi isso que o Tiago fez realizando uma lide laboriosa, que foi de menos a mais. Repetiu a dose com dois de palmo, com o toiro fechado em tábuas, finalizando a lide de forma triunfal.

Esperança havia quanto ao desempenho do jovem da Torrinha, João Telles Jr, mas estas não se concretizaram de todo com as suas duas prestações, que ficaram um pouco áquem das expectativas. Na primeira lide usou e abusou da sorte ao piton contrário, num toiro que tinha pouca mangada no momento do ferro, saindo as sortes desluzidas e aliviadas. Bem o cavaleiro não dando volta à arena. A lide do seu segundo subiu de tom com ferros mais ajustados, chegando com mais força às bancadas. Deu volta acompanhado do ganadero António Ferreira.

Merecida foi a volta dada pelo representante da Casa Agrícola José Albino Fernandes. Primeiro pelo desempenho dos seus toiros e segundo pela irrepreensível apresentação do curro.

Os forcados da Tertúlia Tauromáquica Terceirense e do Ramo Grande tiveram uma tarde de êxito, consumando as quatro pegas ao primeiro intento. Foram solistas pelos da Tertúlia Tomás Ortins e Carlos Vieira e pelos da Praia Nuno Pires e Luís Valadão.

Ivan Fandiño teve de apanhar o voo para Lisboa, para conseguir estar em terra continentais a tempo de realizar mais um contrato, lidando o primeiro e segundo da ordem (?). Sem pena nem glória lidou um novilho desencastado de Rego Botelho, deu volta (?). No seu segundo mais enraçado, o toureiro, sacou a água possível de um poço meio cheio. Faltou tempero aos astados de Rego Botelho.

 
Duarte Bettencourt

0 comentários: