dezembro 25, 2012

Um Feliz Natal ...


Hoje é o dia da comemoração da chegada do menino, dado à luz por Maria. Se foi numa manjedoura deitado ou não, interessa de pouco, o que na realidade interessa é a mensagem que trinta anos depois deixou a toda a humanidade.
Celebrar um Natal num ano difícil para muitos fez com que outros tantos fossem mais solidários, mas não basta o sermos só nesta data festiva mas sim cada dia destes 365 que compõe um ano.
As crianças que nos rodeiam, com o seu brilho natural, vão alimentando de alegria os nossos corações inflamados de tanta injustiça social que envolve um país moribundo à beira do precipício.
Ano de ausência total de responsabilidade politica, daqueles que nos desgovernam, que para além de tudo são corruptos até ao tutano.
No que aos toiros diz respeito foi um ano igual a tantos outros onde o compadrio e o faz de conta, mais uma vez tomou conta da temporada. Aqui na minha Terceira de Jesus Cristo, bem longe do contexto nacional, mas onde já começam a acontecer alguns episódios semelhantes, realizaram-se eventos de importância internacional e de solidariedade para com o outro que na arena joga a vida para em troca receber um mar de palmas e um ramo de flores.
Com a habitual tournée regional taurina, este ano tivemos a feliz notícia da retoma de uma corrida de toiros na ilha de São Jorge.
No que concerne à cavalaria terceirense, continuamos num evoluir constante dos nossos marialvas, que em muitos casos ultrapassam em performance os colegas continentais que nos visitam.
De matadores vimos pouco apenas uma pincelada de sabor mexicano.
Os amadores que pegam toiros, tiveram duas internacionalizações e uma época dura de muitos sucessos.
No campo ganadero, sucesso de uns , constância de outros, decepção de alguns e ausência de ganadarias importantes em corridas de maior visibilidade.
Ano de perda de um jovem ganadero da Grota do Medo, que nos deixou a história que quando se sonha se alcança o desejado.
Enfim um ano se passou e outro virá com certeza, sem o auguro de fim de mundo e eu como aficionado crente, acredito que será melhor que o anterior, mesmo com o manto negro da crise que amedronta um país outrora de guerreiros e conquistadores.
Levantem esta moral, mãos ao trabalho, que com ele de certeza ultrapassaremos esta fase menos boa, mas não se esqueçam de se manifestar e principalmente de denunciar os que anda neste mundo apenas com a intenção de encher os seus bolsos com o dinheiro de todos nós.
Já me esquecia, UM FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO, são os desejos sinceros deste aficionado.
Duarte Bettencourt


0 comentários: